Terça-feira, 18 de Novembro de 2008
comentar

Cristiano Ronaldo e Manuela Ferreira Leite. O primeiro disse que era "o primeiro, o segundo e o terceiro melhor do mundo", por sua vez MFL soltou "E até não sei se a certa altura não é bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a democracia"

 

Dois casos que estampados nos jornais são um erro, manifestamente grande, por parte de quem profere, por não lhes ser possível passar o estado de espírito aquando da verborreia. Ao que parece ironizavam ou brincavam com a situação, quer um, quer outro.

 

A diferença é que MFL não joga à bola, não é nova nisto, sabe contra quem está a jogar, sabe como sai nos jornais e como pode ser interpretada, e sabe o quanto uma pardalada destas pode custar. Perante isto, fica a certeza que Manuela Ferreira Leite perdeu a intuição política. Perdeu essa característica, ao que parece perdeu o pio, um rumo que se veja, também lhe falta e assim não me parece em condições de ganhar o que quer que seja. A ver vamos!

Tags: ,
6 comentários:
De André Couto a 18 de Novembro de 2008 às 19:02
João,

Já li, já ouvi e já vi as declarações de MFL e não há ali ponta de ironia. Não acho que tenha a carga negativa que lhe tem sido atribuída, uma vez que no fundo o que está a defender é que as reformas têm de ser feitas em sintonia com os representantes das classes reformadas.

Foi no entanto infeliz, quando disse que 6 meses de democracia suspensa era bom para por tudo em ordem, mas repito, não foi irónica. Pode haver desculpa, mas não é essa certamente.


De Oscar Carvalho a 18 de Novembro de 2008 às 19:33
Estaria a Dr.ª Ferreira Leite a contar que os jornalistas reproduzissem estas suas doutas opiniões apenas quando houvesse um jogo de futebol?


De Anónimo a 19 de Novembro de 2008 às 12:16
Convenhamos, o que quer que a senhora diga vai ser mal interpretado. E nem é com a desculpa de que “a ironia não se lê”, porque há televisões, há youtube, há notícias e vídeos online e só quem não quer é que ainda não viu e ouviu o tom (de “a brincar se dizem as verdades”) em que foram ditas as palavras que agora andam na boca do povo como se de uma catástrofe se tratasse!
Não deixa de me parecer engraçado, por outro lado, ninguém se ter ainda lembrado de comentar, por exemplo, o estudo do Finantial Times que “elege” o nosso ministro das Finanças como o pior da UE - facto que me parece, esse sim (sobretudo à luz da actual conjuntura financeira), uma catástrofe gigantesca.
A Dra. Manuela Ferreira Leite será sempre julgada (e com a rapidez que têm os julgamentos de quem julga por julgar) por tudo o que disser; e bem o sabe. Posto isto, mais vale que diga verdades destas! Que não revelam falta de intuição política, antes pelo contrário. Que não são uma pardalada, mas uma opinião iluminada (e, convenhamos, cheia de senso-comum): primeiro eu limpo a casa, depois entram os outros para a manter em ordem. Que são uma crítica – não tão velada – à falta deste mesmo senso-comum revelada por outros, que fazem o mesmo, mas não limpam a casa. Que revelam que possui aquelas partes masculinas que faltam ao nosso primeiro-ministro, ditador disfarçado (“nem EU estou acima da Lei”, repare-se) que nem a coragem de assumir que o é tem.
Ou fui só eu – que fumo, e tenho tatuagens e piercings sem autorização dos meus pais, e todos os dias vejo publicada em Diário da República uma profusão de leis mal elaboradas e conteúdos que protegem os interesses só de alguns – que dei conta que nos últimos anos vivemos em tudo menos numa democracia??


De candida a 19 de Novembro de 2008 às 15:54
eu por acaso até penso k ela disse o k disse para atacar a arrogância do socranete e da eu-ministra, entre outos.
mas eu tb não sou do psd, nunca fui e não gosto da senhora do ponto de vista político. enfim, um circoooo.


De Jorge Dias a 29 de Dezembro de 2008 às 00:21
Eu sei que é OFF TOPIC mas não pude deixar de partilhar esta pérola:

http://www.forumnacional.net/showthread.php?t=32376

"A vereadora da Câmara de Lisboa Manuela Júdice contratou uma assessora para o gabinete que lidera por 3950 euros (...) 28 anos, uma jornalista cultural que assumiu as funções de animação, produção e comunicação de projectos culturais, "


De entratenamente a 9 de Junho de 2009 às 15:49
Caro João Maria, a MFL não joga futebol?!Claro que joga, só que na versão matrecos -
e Salta Rangel, e Salta Rangel, e Salta Rangel, olé!
Até tem massagistas ( como Pacheco Pereira ) e um seccionista ( como o PPD,Santana Lopes ) e um preparador físico ( só que é de uma agência de comunicação e só pensa no Freeport ).


Comentar post

Pesquisar
 
Contactos
camaradecomuns@sapo.pt

Editorial

Visitantes online

Comentários Recentes
Para mim casamento deve ser entre um homem e uma m...
Caro RFCom a modéstia com que foi escrito, podes t...
N sei q espirito deus aspirou pr a Africa. este co...
Mocambique està mais que tudo isto, sinto d...
e há cartas que nunca chegam.
Aguem colocou esta carta excelente na página de PP...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Everdade este pais precisa de um bom governador k ...
Casino EstorilA falta de escrúpulos veio para fic...
Tags

todas as tags

Links

Esquerda

5 dias
A barbearia do senhor Luís (Luís Novaes Tito)
A Busca pela Sabedoria (Micael Sousa)
A Forma e o Conteúdo (José Ferreira Marques)
A Forma Justa (Tiago Tibúrcio)
A Linha-Clube de Reflexão Política
A Nossa Candeia (Ana Paula Fitas)
Absorto (Eduardo Graça)
Activismo de Sofá (João R. Vasconcelos)
Adeus Lenine
Arrastão
Aspirina B
Banco Corrido (Paulo Pedroso)
Bicho Carpinteiro
Câmara Corporativa
Câmara de Comuns
Cantigueiro
Causa Nossa
Cortex Frontal
Defender o Quadrado (Sofia Loureiro dos Santos)
Der Terrorist (José Simões)
Entre as brumas da memória (Joana Lopes)
Esquerda Republicana
Hoje há conquilhas (Tomás Vasques)
Irmão Lúcia (Pedro Vieira)
Jovem Socialista
Jugular
Ladrões de Bicicletas
Les Canards libertaîres
Léxico Familiar (Pedro Adão e Silva)
Loja de Ideias
Luminária
Machina Speculatrix (Porfírio Silva)
Maia Actual
Mãos Visíveis
Mário Ruivo
Metapolítica (Tiago Barbosa Ribeiro)
Minoria Relativa
O Grande Zoo (Rui Namorado)
O Jumento
O Povo é Sereno
Raiz Política
Rui Tavares
Spectrum
Vias de facto
Vou ali e já venho (André Costa)
Vozes de Burros

Direita

31 da Armada
4R – Quarta República
A Arte da Fuga
A Douta Ignorância
A Origem das Espécies (Francisco José Viegas)
Abrupto (José Pacheco Pereira)
Albergue Espanhol
Alunos do Liberalismo
Blasfémias
Causa Monárquica (Rui Monteiro)
Clube das Repúblicas Mortas (Henrique Raposo)
Corta-fitas
Delito de Opinião
Era uma vez na América
Estado Sentido
Geração Rasca
Herdeiro de Aécio
Macroscópio
Menino Rabino (Marco Moreira)
Mercado de Limões (Tiago Tavares)
Minoria Ruidosa (Miguel Vaz)
O Cachimbo de Magritte
O Diplomata (Alexandre Guerra)
O Insurgente
Ordem Natural (Rui Botelho Rodrigues)
Palavrossavrvs Rex (Joaquim Carlos Santos)
Portugal Contemporâneo
Portugal dos Pequeninos
Psicolaranja
República do Caústico (João Maria Condeixa)
Rua da Judiaria
Suction with Valcheck
União de Facto

Outros

A Baixa do Porto (Tiago Azevedo Fernandes)
A Cidade Deprimente
A Cidade Supreendente
A Terceira Noite
Clube dos Pensadores (Joaquim Jorge)
De Rerum Natura
É tudo gente morta
Horas Extraordinárias (Maria do Rosário Pedreira)
Notas ao Café
O Diplomata
Arquivo

Abril 2015

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008