comentar

Ontem, o Primeiro-Ministro demissionário ao ser entrevistado por Judite de Sousa, revelou que não vai usar a família na campanha.

 

Não quer expor os filhos, o que é legítimo e louvável. E provavelmente também não quererá expor a mãe, os primos ou o tio.

 

Percebo perfeitamente.

Tags: ,
comentar

Depois da dessintonia entre Luís Amado e o Governo sobre a venda da dívida pública, nova bagunça vem a terreiro desta feita entre Jorge Lacão, o Governo e o Partido Socialista relativamente à redução do número de deputados.

 

Estes episódios são claros exemplos do estado degenerativo em que o Governo se encontra. A maior parte dos Ministérios e gabinetes estão paralisados com as suas lideranças confusas e equipas desmotivadas. Não há rumo, objectivos nem soluções. A noção de fim de ciclo instalou-se de forma epidémica nos corredores de S.Bento e do Terreiro do Paço.

 

Se um governo que não governa em circunstâncias normais é mau; dada a conjuntura político-económica actual tal realidade ganha proporções bem mais gravosas. Numa altura em que se exige uma resposta pronta e afirmativa aos desafios colocados, que urge implementar pesadas reformas para que se debele a crise e em que as pessoas estão ávidas de liderança e propostas, no Governo grassa a apatia e o desnorte.

 

E tal não se justifica pois apesar de minoritário este Governo teve toda a sustentação política de que precisava por parte do Partido Social-Democrata. Todavia, curiosamente, para muitos socialistas houve uma inversão do ónus da governação para o maior partido da oposição, o que não deixa de ser no mínimo caricato. É a oposição que governa e não aqueles que foram eleitos para isso. Faz sentido.

 

Assim vamos andando, com um Governo que já só vive da figura de José Sócrates, estando os ratos a abandonar o navio enquanto os abutres aguardam pacientemente para disputar a carniça.

Tags: , ,
1 comentário

 

O Ministro Luís Amado confirmou a evidência. O Governo tem feito esforços para vender a nossa dívida a investidores estrangeiros. Nada de surpreendente e infelizmente inevitável. Posteriormente Sócrates desmente. Agora fontes governamentais dão o dito pelo não dito e afinal é verdade. No entanto afirmam que não é uma venda mas sim um investimento.

 

Motivo para esta trapalhada? O Primeiro-Ministro não quis dar a entender aos mercados que estamos desesperados na venda.

 

Portugal parece aquela aristocracia falida que quer alienar os seus já parcos activos sem passar pelo vexame junto ao seu círculo de relações sociais e sem atrair os abutres aproveitadores destas situações. Para obviar à penúria restar-lhe-á por fim tentar casar uma filha com um qualquer burguês novo rico garantindo a subsistência. O problema é que a sua filha é um estafermo e não há muitos interessados nos seus títulos...

Tags: ,
1 comentário

Imaginem se o PM não tivesse namorada?Que seca seria para a imprensa cor de...cor de...oh diabo, de que cor será esta imprensa!?Cor de São Valentim se calhar!

Ainda bem que mais nenhum PM teve namoradas ou amigas coloridas, nadinha,"todinhos" com voto de castidade.Os não casados, obviamente...
Vamos assumir que alguém exercendo um cargo politico é solteiro, divorciado ou viúvo, caso seja eleito terá de fazer um voto de castidade durante 4 anos e dar férias ao "coração", caso contrário estará a sujeitar a companheira/o a um escrutínio de toda a sua actividade e a eventuais especulações sobre eventuais favorecimentos.Mais, se o alvo do amor/desejo desse eleito pelo povo tiver o azar de trabalhar para o Estado ou para qualquer entidade relacionada com o Estado o problema pode mesmo atingir proporções tsunâmicas!

Solução, sendo Portugal um país com uma tamanha tradição legislativa, ou hiper legislativa, julgo que se deveria legislar também esta matéria.Quem pode, como, em que condições, sanções ou compensações. Ah pois é!A falta de amor pode condicionar emocionalmente o governante, a inibição sexual pode causar-lhe distúrbios, podem estar a ser violados os direitos, liberdades e garantias do governante, é um campo infinito de debate e discussão,chamem-se os especialistas!Faça-se um Prós e Contas sobre o Poder e o Amor

E o caso fosse uma relação extra-matrimonial?Peçam-se pareceres juridicos,crie-se uma comissão parlamentar para debater e investigar esta matéria...

Tags: ,
comentar

Via 31 da Armada

Tags: ,
1 comentário

 

Via PPM

Tags: ,
comentar

Deixou um rasto de incomodidade a ida de José Sócrates, anteontem à noite, a uma reunião do grupo parlamentar do PS - a sua primeira deslocação desde o congresso de Espinho. Para alguns deputados, o líder socialista e primeiro-ministro pareceu mais crispado do que é hábito - "estava com cara de frete", disse ao DN um deputado socialista - e isso não agradou a todos. Ontem de manhã, a bancada socialista voltou a reunir - a reunião semanal habitual.
 

Para combater o stress, José Sócrates deve:

 

- rever as derrotas do Sporting frente ao Bayern

- ler um livro de Manuel Alegre

- ouvir a banda sonora do Gladiador

 

Mais sugestões devem ser enviadas ao cuidado de José S., São Bento.

Tags:
comentar

A 1ª entrevista do 1º ministro neste ano de 2009 teve alguns factos curioso que importa realçar, por um lado, e relativizar, por outro. Seja como for, esta entrevista permitiria perceber algo importante: Sócrates ainda tem um rumo definido para Portugal ou entrou num esquema bem português de navegação à vista?

 

 

 

 

Ainda que tenha estado relativamente bem, dada a conjuntura, importa referir que o nosso PM não teve o fulgor de outros dias, apresentou-se algo cansado, menos convicto em algumas questões, com alguns erros ao nível dos números (algo muito raro nele) e acima de tudo, com uma comunicação não-verbal mais fraca do que é seu apanágio. Foram alguns os momentos em que desviou o olhar dos seus interlocutores e olhou para baixo, sinal geralmente de falta de confiança. Será que podemos contar para a batalha eleitoral e para as dificuldades que se avizinham com o Sócrates que temos vindo a conhecer nos últimos anos? Ou será que até ele, tantas vezes acusado de arrogância, prepotência e teimosia, começará agora a ter dúvidas e a recuar perante as medidas que defende?

 

 

Tags: , ,
comentar

 

O Governo decidiu, na proposta de Orçamento de Estado para 2009, que a partir de Janeiro, as empresas que falharem a entrega de IVA ao Estado, por não terem recebido o dinheiro dos seus clientes, vão ser multadas.

 

Por uma vez concordo com José Sócrates. Este Orçamento não se esqueceu das empresas. Não se esqueceu mesmo...

Tags:
comentar

 

 

Via Blasfémias

Elaborado por Miguel Frasquilho

 

Tags:
comentar

Manuela Ferreira Leite disse "O problema é a nossa situação económica, que já vinha de trás, está presente e não tem a ver com a crise financeira, e aí não sei se o orçamento dá ou não respostas",

 

Sócrates respondeu "a principal preocupação do Governo é que Portugal "não entre em recessão", como aconteceu no "ano de 2003", quando a actual líder do PSD era ministra das Finanças".

 

Manuela Ferreira Leite só terá de relembrar a José Sócrates isto.

 

 

 

Tags: , , ,
2 comentários

Depois do comício de Guimarães muito foi dito sobre a inspiração do novo slogan do PS.

Provavelmente 95% das opiniões visavam uma inspiração na Obamania. Eu "divaguei" e apontei para uma inspiração, em termos de conceito, para a recente campanha angolana.

 

O Expresso veio repor a verdade na sua edição de ontem. Nem Obama, nem MPLA!

E estava tudo tão perto. Nem foi preciso uma clonagem, foi um "copy - paste" directo! Com a devida tradução.

 

Tags: , ,
1 comentário

O PS lançou hoje, no comício em Guimarães, o seu novo slogan: Força de Mudança!

Ouvi alguns comentaristas dizerem que José Sócrates se inspirou em Obama. Não só no uso insistente da palavra "Mudança" mas também no plano cénico, colocando pessoas atrás de si!

No plano cénico ainda aceito, mas ao nível do uso da palavra "Mudança", há que pensar melhor. Obama concorre em oposição! Logo o conceito é outro. Mas o uso da palavra "Mudança" não é original. Então de onde vem essa inspiração? Certamente de um bom exemplo de democracia e liberdade.

Qual foi o candidato que, estando no poder, usou recentemente a palavra "Mudar"?

Uma pista, um país onde o português é língua oficial!

Pois ...

 

     

 

Tags: , , ,
1 comentário

Faço uma pequena pausa nas férias para, directamente do Algarve (sim, só com um L), relembrar que anda por aí um governo a promover embustes com nomes de navegadores.

 

Se este pseudo investimento é assim, talvez seja melhor começar a analisar melhor os anúncios que têm sido feitos por aí.

 

Não só de investimentos estrangeiros, mas também ao nivel dos impostos. Recordemos a descida do imposto que afinal já era taxa zero (veiculos eletricos).

 

Já repararam o que todas estas situações têm em comum?

 

Um tal de Ministro que depois de ter andado a cobrir a promessa dos 150 mil empregos, veio agora afirmar que “Nenhum político sério, em qualquer condição, pode garantir qualquer dado sobre o crescimento, as exportações ou o emprego”.

 

Manuel Pinho é um erro de casting, mas a culpa é do "encenador" que o contratou!

 

Tags: , ,
comentar

"...O insulto é a arma dos fracos..."

 

Muito bem, muito bem, gostei....

 

 

Tags:
comentar

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou hoje a criação do passe escolar nos transportes públicos (entre os quatro e os 18 anos) e um alargamento da acção social escolar nos ensinos básico e secundário, triplicando o número de beneficiários.

Em relação à acção social escolar, os critérios de atribuição do primeiro e segundo escalão do abono de família – as mais carenciadas – servirão automaticamente para a acção escolar. É apenas necessário entregar o requerimento. “Assim se libertarão as famílias e as escolas da burocracia e ficará mais transparente o processo de atribuição de apoios”, afirmou o primeiro-ministro.
O segundo objectivo, prosseguiu Sócrates, é “alargar substancialmente o número de alunos beneficiários da acção social escolar”.
Actualmente estão abrangidos 185 mil alunos no primeiro escalão e passarão a ser 400 mil com direito à totalidade dos apoios em refeições e material escolar. No segundo escalão, são abrangidos 45 mil e passarão a ser 310 mil com direito a metade daqueles benefícios.

A contestação às obras públicas “só demonstra uma coisa: onde devia haver ideias claras e firmes, só reina a desorientação e oportunismo, onde se devia olhar para o futuro, só se vê o regresso a um passado de má memória”, disse Sócrates, acusando a oposição de falta de responsabilidade institucional e pela falta de clareza política. “Porque lançam a suspeição geral sobre as obras públicas, mas não têm a coragem de dizer às populações que obras em concreto querem sacrificar; isto é que estradas, que ferrovias, que barragens, que escolas, que hospitais propõem que se deixe de construir”, afirmou.
Sócrates criticou, também, a “direita” por ter descoberto em 2008 “a necessidade de proteger os mais pobres”. E recuou ao Governo PSD-CDS-PP, entre 2002 e 2005, apontando as medidas então tomadas. “Congelou o PIDDAC nacional para a construção de novos equipamentos sociais, centenas milhares de pensionistas viram a actualização das suas pensões ficar sistematicamente abaixo da inflação, quis liquidar o rendimento mínimo garantido, baixou a protecção na doença e passou de três para seis anos o prazo máximo de duração dos contratos a termo”. “Com que legitimidade quer agora a direita falar”, questionou o primeiro-ministro.
O chefe do Executivo sublinhou, ainda, as medidas já anunciadas e aprovadas hoje em Conselho de Ministros:
os contribuintes com menores rendimentos vão deduzir mais em sede de IRS e não verão aumentar o IMI. Foi também aprovada uma taxa excepcional sobre as mais-valias potenciais das empresas petrolíferas. Esta tributação será de 25 por cento, igual á taxa de IRC.

 

Pronto agora passemos à discussão técnica dos melhores pugilistas, para mim o fundamental são as medidas e as opiniões, o PM ganha nas duas vertentes, no âmbito da discussão, Paulo Rangel muito, muito melhor que Santana Lopes mas ainda assim a precisar de melhorar o estilo arrogante, a não ser que queira ser aquilo que vê no PM.

Socrates poderia não se deixar exaltar algumas vezes da forma que pontualmente se deixa...é que não vale mesmo a pena.

Tags: , ,
comentar

José Sócrates pré-anunciou e vai cumprir: o primeiro-ministro apresenta hoje, no debate político do Estado da Nação, um punhado de medidas para atenuar os efeitos da crise internacional, ao mesmo tempo que deverá desafiar a oposição para dizer o que tem a propor em alternativa.

 

 

 

Sob a direção de um forte general, não haverá jamais soldados fracos. (Sócrates...o filósofo grego)

 

Tags:
comentar

 

Call of Duty 5 - Socrates Revenge

"Opposition" worst nightmare is back!

First he took the Warrior Kid, now he will take the Milk Lady...

 

Adenda: a ler o quanto antes, acerca dos "jogos de luta", o post Luta de classes segundo o PCP, n'O Jumento

Tags:
comentar

Mesmo com cargas policiais muito duras e com detenções,mesmo com um generoso pacote de ajudas/incentivos Zapatero não se safou da continuação do bloqueio dos camionistas espanhóis............

Sócrates 1: Zapatero 0

Tags: , , ,
1 comentário

Hoje estou a escrever em minha casa, apenas e só porque me esqueci que este país está a saque e não coloquei gasóleo no carro. Os miúdos do Centro de Actividades Educativas em Loures vão deixar de ir à escola amanhã porque acabou o gasóleo em Loures e o que existe na carrinha só dá para mais um dia. Ou seja, de certeza que produzimos tanto que estes dias sem produzir não custam nada a ninguém, pois não?

 

Será que Sócrates vai negociar com estes terroristas?

 

A única coisa menos má é que a pouco e pouco Sócrates vai perdendo as eleições. Acho que quando chegarmos a 2009 até contra Alegre ele perde...

Tags: ,
2 comentários

Fonte do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local disse à Lusa que no local se encontram cerca de "150 pessoas organizadas" para o protesto que vaiaram o primeiro ministro à chegada ao local das comemorações do 10 de Junho.
 

Um jornalista da SIC (insuspeito presumo....) disse na SIC Noticias que após o final das comemorações oficiais do 10 de Junho, centenas de pessoas acompanharam a saída do primeiro-ministro, largas dezenas o foram cumprimentar e mesmo, de acordo com o jornalista da cadeia televisiva de Pinto Balsemão, "encher de beijinhos"!!!

 

O povo português é bipolar?Ou será que uns "estão organizados" e outros apenas em salutar passeio aproveitando o sol deste feriado? 

 

Tags: , , , ,

Pesquisar
 
Contactos
camaradecomuns@sapo.pt

Editorial

Visitantes online

Comentários Recentes
Para mim casamento deve ser entre um homem e uma m...
Caro RFCom a modéstia com que foi escrito, podes t...
N sei q espirito deus aspirou pr a Africa. este co...
Mocambique està mais que tudo isto, sinto d...
e há cartas que nunca chegam.
Aguem colocou esta carta excelente na página de PP...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Everdade este pais precisa de um bom governador k ...
Casino EstorilA falta de escrúpulos veio para fic...
Tags

todas as tags

Links

Esquerda

5 dias
A barbearia do senhor Luís (Luís Novaes Tito)
A Busca pela Sabedoria (Micael Sousa)
A Forma e o Conteúdo (José Ferreira Marques)
A Forma Justa (Tiago Tibúrcio)
A Linha-Clube de Reflexão Política
A Nossa Candeia (Ana Paula Fitas)
Absorto (Eduardo Graça)
Activismo de Sofá (João R. Vasconcelos)
Adeus Lenine
Arrastão
Aspirina B
Banco Corrido (Paulo Pedroso)
Bicho Carpinteiro
Câmara Corporativa
Câmara de Comuns
Cantigueiro
Causa Nossa
Cortex Frontal
Defender o Quadrado (Sofia Loureiro dos Santos)
Der Terrorist (José Simões)
Entre as brumas da memória (Joana Lopes)
Esquerda Republicana
Hoje há conquilhas (Tomás Vasques)
Irmão Lúcia (Pedro Vieira)
Jovem Socialista
Jugular
Ladrões de Bicicletas
Les Canards libertaîres
Léxico Familiar (Pedro Adão e Silva)
Loja de Ideias
Luminária
Machina Speculatrix (Porfírio Silva)
Maia Actual
Mãos Visíveis
Mário Ruivo
Metapolítica (Tiago Barbosa Ribeiro)
Minoria Relativa
O Grande Zoo (Rui Namorado)
O Jumento
O Povo é Sereno
Raiz Política
Rui Tavares
Spectrum
Vias de facto
Vou ali e já venho (André Costa)
Vozes de Burros

Direita

31 da Armada
4R – Quarta República
A Arte da Fuga
A Douta Ignorância
A Origem das Espécies (Francisco José Viegas)
Abrupto (José Pacheco Pereira)
Albergue Espanhol
Alunos do Liberalismo
Blasfémias
Causa Monárquica (Rui Monteiro)
Clube das Repúblicas Mortas (Henrique Raposo)
Corta-fitas
Delito de Opinião
Era uma vez na América
Estado Sentido
Geração Rasca
Herdeiro de Aécio
Macroscópio
Menino Rabino (Marco Moreira)
Mercado de Limões (Tiago Tavares)
Minoria Ruidosa (Miguel Vaz)
O Cachimbo de Magritte
O Diplomata (Alexandre Guerra)
O Insurgente
Ordem Natural (Rui Botelho Rodrigues)
Palavrossavrvs Rex (Joaquim Carlos Santos)
Portugal Contemporâneo
Portugal dos Pequeninos
Psicolaranja
República do Caústico (João Maria Condeixa)
Rua da Judiaria
Suction with Valcheck
União de Facto

Outros

A Baixa do Porto (Tiago Azevedo Fernandes)
A Cidade Deprimente
A Cidade Supreendente
A Terceira Noite
Clube dos Pensadores (Joaquim Jorge)
De Rerum Natura
É tudo gente morta
Horas Extraordinárias (Maria do Rosário Pedreira)
Notas ao Café
O Diplomata
Arquivo

Abril 2015

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008