Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011
comentar

Afinal, dentro do prazo, garantiu, estará pronto apenas o relatório de avaliação do ‘buraco’ nas contas da região. A apresentação está marcada para amanhã. O programa, esse, só será apresentado após as eleições regionais (9 de Outubro), disse, uma vez que terá de ser negociado com o governo e, neste momento, decorre a campanha eleitoral, justificou.

 

Quem pensava que Passos Coelho tinha demonstrado muita coragem há dias, acerca do que disse da situação calamitosa das contas madeirenses, engana-se. A fachada do determinado caiu perante a posição do líder do PSD/Madeira.

 

A Passos Coelho e ao PSD nacional não faltam aquilo que há muito o PSD/M não tem: vergonha. E ainda protegem a desgovernação, como se o enorme buraco fosse uma mera infelicidade, feita sem noção.

Tags: ,
3 comentários

Não ouvi toda a entrevista do Presidente da República, ontem à TVI. Mas apanhei a parte final, na qual se falou do projecto europeu. Uma vez mais Cavaco Silva foi fiel a si mesmo: Portugal tem de ser um aluno, à espera que os mestres, nomeadamente os alemães, dêem a lição para fazermos o trabalho.

 

Infelizmente, a lógica europeia do PSD, desde os tempos de Cavaco, até ao presente (o período de Durão Barroso foi curto para perceber qual a predisposição do partido quando o actual Presidente da Comissão Europeia liderou o Governo nacional) tem sido a do "menino que se quer portar bem para estar junto dos grandes e desenvolvidos da Europa".

 

Ontem, Cavaco voltou a apresentar a mesma filosofia: Portugal tem de fazer os seus deveres, determinados pelos maestros. Com Kohl, Mitterand e Delors a coisa até passava, pois estávamos perante grandes líderes que tinham um rumo e as pessoas conheciam qual era o caminho, mas perante Merkel tudo é o oposto, nem a senhora é docente nem o rumo existe e a insegurança quanto ao futuro predomina. 

 

Cavaco, tal como Passos Coelho, não percebe o que é o projecto europeu: uma união de vários percursos, muita das vezes antagónicos, de vários países, que, com a base na Democracia e na Liberdade - alcançadas ao fim de séculos de guerra e miséria - procuram, na harmonia e respeito por cada um, melhorar o espaço e as condições em que estamos inevitavelmente condenados a viver.

 

Ao contrário dos mandatos do PS (no Governo) e dos Chefes de Estado da área socialista (Soares e Sampaio), no qual Portugal sempre foi um dos grandes contribuintes do projecto europeu - a nível governativo com a Agenda e Tratado de Lisboa, a nível presidencial com a consolidação de Portugal no espaço europeu (Soares) e a reflexão e melhoria do projecto europeu (Sampaio, com o grupo de Arraiolos) -, o PSD apresenta a postura do paísinho pobre e preconceituoso do sul da Europa, do portuguesinho inculto e envergonhado, que considera que Portugal nada tem a dar à UE, apenas se limita a receber.

 

Assim, com estes valores, apenas nos limitamos a receber instruções para fazermos o nosso caminho, que nós não temos, mas alguém terá por nós.

 

Não é apenas com a má governação de Merkel que a Europa perde, é também com este tipo de responsáveis nacionais que nada têm a apresentar e por nada lutam. Navegam à vista, com o único objectivo de sobreviver. Como pode um homem experiente como Cavaco dizer que Portugal, cumprindo ponto por ponto o acordo com a troika, irá estar melhor, pois por mais que o acordo seja cumprido, se a situação na Europa e no mundo não melhorar também nós perdemos?

 

Quem nem a linha do horizonte consegue avistar não tem capacidade para apresentar um projecto de futuro, quanto mais concretizá-lo.

 

Assim estamos, com o cavaquismo (na Presidência da República) e o pós-cavaquismo (no Governo) instalados no poder nacional, sem nos dar um porvir decente, que temos toda a legitimidade a ambicionar para as nossas vidas na Europa do século XXI.

Tags: , , ,
comentar

O empenho em Bruxelas e Frankfurt passava por encontrar uma solução alternativa através do PEC IV. - Governador do Banco de Portugal

comentar

O Gaspar vai explicar tudo,vão ver, ele vai dizer: 

"Ora o Primeiro Ministro falou Demais, e faltou à Verdade, fê-lo até de uma maneira Colossal, ora, eliminando as palavras no meio obtemos....O Primeiro Ministro é Colossal"

Domingo, 25 de Setembro de 2011
comentar

Um bom artigo publicado no "La Vanguardia", quanto aos esquemas e predisposição dos gregos para fugirem às suas obrigações.

 

Sólo en la isla de Mikonos, han detectado irregularidades en 103 de las 140 empresas inspeccionadas.

 

Con la economía sumergida valorada en el 30% de la actividad económica, se calcula que las arcas del Estado dejan de ingresar cada año 20.000 millones de euros, más del 8% del PIB y suficientes para atajar el déficit fiscal en dos años.

 

Hasta ahora la exención fiscal estaba en 12.000 euros y, como por arte de magia, miles de médicos y abogados declaran ingresos anuales de 11.999. ¡Aunque vivan en barrios donde el metro cuadrado se vende a 6.000 euros!"

 

"El inspector es el primero que te amenaza con buscarte un problema si no lo arreglas privadamente con él".

 

La cultura del fakelaki (el sobrecito que se paga por debajo de la mesa) se ha agravado con la crisis. Según Transparencia Internacional, en el 2010 los griegos pagaron 1.492 euros de media en sobornos, un 10% más que en el 2009. Las oficinas de impuestos locales y los hospitales son los lugares donde se paga más.

Tags:
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011
comentar

Decorre, neste fim-de-semana, o Congresso do "Russia Unida" (RU), o partido de Putin. Apesar do conclave servir de antecâmara para as legislativas de Dezembro, que serão ganhas pela RU, o mais importante será a obtenção da dúvida que há muito existe: quem avança nas presidenciais de Março de 2012, Putin ou Medvedev?

 

Certo é que a decisão depende exclusivamente de Putin. Resta saber o que o ex-Presidente e actual Primeiro-Ministro (inverteu os papéis com Medvedev) quer.

 

Penso que o homem deve querer voltar ao Kremlin. A confirmar nos próximos dias.  

Tags:
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011
comentar

Presidente francês pede estatuto de estado observador para a Palestina.

 

Falhado nas propostas e medidas em França, este pedido do Chefe de Estado gaulês faz sentido, pois corresponde tanto às aspirações dos palestinianos como à necessidade de compromisso dos israelitas.

 

Nota-se uma grande diferença, na diplomacia francesa, desde que o experiente Alain Juppé chegou à tutela dos Negócios Estrangeiros.

Tags: , , ,
Terça-feira, 20 de Setembro de 2011
3 comentários

TGV: Linha de bitola europeia é essencial para baixar custos

O ministro da Economia e Emprego, Álvaro Santos Pereira, disse hoje que é "essencial" para o governo criar uma linha ferroviária de bitola europeia de modo a tornar mais baratas as exportações.

 

Em Agosto, o super-Ministro-Álvaro foi a Madrid, ter com o seu homólogo, dizer que em Setembro o Governo português tomaria uma posição em relação ao projecto do TGV. No início de Setembro Passos Coelho esteve em Madrid, com Rodríguez Zapatero, e na conferência de imprensa disse que não havia condições para fazer o TGV. Ontem, falou-se a construção de uma só via do TGV. Hoje, o super-Ministro-Álvaro queixa-se da falta da bitola europeia.

 

Em suma, o Governo português pode ter uma linha orientadora ou andaremos ao sabor do vento? 

Tags:
comentar

Abbas rechaza reabrir el diálogo con Netanyahu mientras no cumpla sus condiciones

 

Os tempos de mudança estão mesmo a percorrer o Médio Oriente. Hoje, Mahmoud Abbas comporta-se como se fosse um político israelita e põe e dispõe mediante a sua vontade, ao contrário de Netanyahu, que mais parece um político palestiniano, sem força nem condições para fazer valer os seus pontos de vista.

 

Sem o outrora fundamental Hosni Mubarak em jogo, e como seria importante com alguém que fosse uma referência para mediar as partes na região (actualmente só o Primeiro-Ministro turco Erdogan estaria nessas condições, mas dadas as relações entre a Turquia e Israel, devido ao episódio da flotilha, é impossível), Netanyahu não conta com nenhum apoio na região para sustentar as sua posições. Até a vizinha e aliada Jordânia está mais distante de acordos com Tel Aviv.

 

O Primeiro-Ministro israelita, que até há uns meses se dava ao luxo de fazer o que queria, como a construção de mais colonatos ao arrepio da decência e paz na região, encontra-se, como o seu Governo, isolado, e percebe que Abbas está em posição, com o apoio maioritário internacional, para reconhecer o Estado da Palestina nestes dias, na ONU.

 

Abbas foi inteligente, pois não só reforça a sua imagem junto dos palestinianos, com quem tem vindo a dividir protagonismo com o Hamas, na disputa de quem mais defende os interesses da Palestina, como se mostra confiante e com força para concretizar um velho desejo. Não é por acaso que ontem Netanyahu manifestou interesse em reunir com Abbas e, hoje, o líder palestiniano diz que só com resultados concretos haverá lugar a diálogo.

 

Esta semana deveremos saber se haverá reconhecimento do Estado da Palestina, e caso haja, como muito bem disse há dias Bill Clinton, a situação na região não irá alterar-se muito, isto é, os conflitos deixam de ter lugar. Pelo contrário. 

 

Infelizmente, são os jogos exógenos que estão a determinar esta aceleração, pois é do interesse de Israel reconhecer e conviver com o Estado da Palestina, mas o actual Governo de Tel Aviv não tem feito muitos esforços nesse sentido. 

 

Porém, não deixa de ser paradoxal esta mudança de posições.

Tags: , ,
Domingo, 18 de Setembro de 2011
comentar

Quem é que consegue identificar Alberto João Jardim nesta imagem?


 

Sábado, 17 de Setembro de 2011
comentar

La hora mas difícil de Europa

 

Reflexiones sobre una moribunda

 

Si la Unión Europea se desintegra, los países europeos estarán mucho peor de lo que están ahora, todos, los prósperos como Alemania, Francia y los países nórdicos, y los empobrecidos, como Grecia, Irlanda y España. Por eso, una de las razones más poderosas para salvar a la Unión Europea es que ella, unida, enfrentará mejor la crisis y las políticas para salir de ella, que los países librados a su propia suerte.

 

La utopía democrática y liberal que gestó la Unión Europea, si no perece en esta crisis, puede acabar con los nacionalismos, que han envenenado la historia moderna, dividiendo a sus pueblos y enfrentándolos en guerras suicidas, demorando su desarrollo y empobreciendo su cultura. Aunque sólo fuera por eso, habría que salvarla. Pero hay muchas razones más para hacerlo. Como que en esta época, de globalización económica, una alianza o federación europea tiene mucho más oportunidades para competir con eficacia en la conquista de mercados -lo único que de verdad crea trabajo y produce riqueza- que un país aislado al que una crisis como la actual puede reducir de la noche a la mañana a la insolvencia. Y si la Unión Europea sobrevive, tal vez su ejemplo inspire a otras regiones del mundo, como América latina y el Africa, donde las divisiones tribales y nacionales han contribuido más que nada a enquistarlas en el subdesarrollo.

 

Encontrei este magnífico artigo de Mario Vargas Llosa no jornal argentino La Nación, mas merece difusão por toda a Europa. A ler da primeira até à última palavra, para perceber que o projecto europeu é tão importante para os europeus como para muitas partes do globo, que tomam a UE como um bom exemplo de integração e desenvolvimento.

Tags:
comentar
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011
comentar
 
Mais uma pérola de il Cavalieri.

 

Tags:
comentar

Strauss-Kahn romperá su silencio en televisión el próximo domingo

 

Uma entrevista bastante aguardada, por todos os motivos possíveis e imaginários, domingo à noite, na TF1. 

 

Veremos se não é comprometedora para o PSF, quando consta que a mulher do ex-Director do FMI, Anne Sinclair, pretende que o marido concorra ao Eliseu.

Tags:
comentar

Abbas: We want to delegitimize the occupation, not the State of Israel

 

Enquanto alguns querem que a Palestina seja reconhecida como Estado a todo o custo na próxima semana, Mahmoud Abbas demonstra uma posição bastante sensata. Melhor do que ninguém, o líder palestiniano sabe que a situação palestiniana não se resolve só pelo reconhecimento do Estado.

 

A Palestina precisa tanto do reconhecimento de Israel, com Israel precisa da colaboração da Palestina, para os seus interesses de segurança e estabilidade.

 

A geopolítica de uns quantos continua a ser jogada mediante os interesses próprios e não dos palestinianos. 

Tags: , ,
comentar

Para fugir de um Arquipélago de Dívidas Verdadeiramente Escondidas,o PSD esconde-se atrás de um deputado independente....é mau demais!

 

 

1 comentário

O valor global com que somos agora confrontados na Madeira é superior ao corte do subsídio de Natal e do aumento do IVA da electricidade e do gás juntos no conjunto dos anos 2011 e 2012 (1084 mais 500 milhões de euros).
O "Buraco Negro" da Madeira é o dobro do desperdício que o Ministro da Saúde alega querer cortar (810 milhões de euros)
O que o Dr. Alberto João escondeu nos últimos anos é superior ao valor da área dos seguros e da saúde da CGD que o Governo vai privatizar.

Depois de um BPN atroz  e vampiresco, só nos faltava mesmo um Jardim grotesco infestado de sanguessugas, a Quinta Vigia dos Horrores!

 

comentar
 

 

Dizem que são rumores, mas será esta uma manobra para Berlusconi anular as notícias de ontem, que deram a conhecer mais umas meninas nas festas de il Cavalieri?

 

Em Itália, voltam a crescer as vozes a condenar Berlusconi, até o beato Rocco Bottiglione (o candidato proposto por il Cavalieri, em 2004, para Comissário Europeu, mas reprovado pela sua moral ultra-conservadora) exige a saída do Primeiro-Ministro italiano.

Tags: ,
comentar

Como se previa, os sociais-democratas chegam ao poder na Dinamarca, apesar de terem obtido, na eleição legislativa de ontem, um dos piores resultados das últimas décadas (chegou a perder votos em relação ao Partido Liberal, no Governo, que ainda obteve mais votos que nas anteriores eleições legislativas). Todavia, devido à subida de outras formações de esquerda, esta torna-se maioritária e pode formar Governo, depois de uma década de domínio de direita na Dinamarca.

 

No domingo, há mais uma decisiva eleição na Alemanha, com a eleição em Berlim, onde o SPD deve renovar o mandato à frente da capital germânica. Dos resultados importa apurar, além dos números do vencedor, quais os apoios que a CDU e o FDP vão contar. Pode haver mais um forte sinal de reprovação ao Governo de Merkel que começa a abrir muitas brechas, com total falta de sintonia entre os Ministros da CDU e os do FDP.

 

Por outro lado, em França, na disputa das primárias, que ontem teve o primeiro debate televisivo, não obstante as diferenças entre os seis candidatos, estes não entraram numa lógica de insulto, e preferiram a elevação, dando um sinal de maturidade e confiança ao eleitorado gaulês. Prevê-se que no dia 9 de Outubro cerca de 15% do eleitorado francês, correspondente a 6,5 milhões de pessoas votem (as primárias do PSF são abertas à população, assim, além dos militantes socialistas têm direito a voto os cidadãos que se inscreveram previamente, pagaram 1 €uro e manifestaram, por assinatura, o reconhecimento com as causas do projecto da esquerda socialista).

 

Se em Espanha o PSOE dificilmente ganhará nas legislativas de Novembro, há, no entanto, uma vaga de fundo na Europa que começa a dar sinais de mudança e regresso da esquerda à liderança na França, Itália e Alemanha.

 

Os socialistas, sociais-democratas e trabalhistas podem chegar a 2014 como a força maioritária na UE. E a eleição para o Parlamento Europeu pode atestar isso. Veremos!

Tags: , , , , ,
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011
comentar

Hoje à noite, os seis candidatos nas primárias francesas, da qual resultará o candidato do PSF às presidenciais francesas de Maio de 2012, realizam o primeiro debate televisivo.

 

François Hollande, ex-Secretário-Geral do PSF, parte como o grande favorito, e Aubry, actual líder do partido, é a principal concorrente, de acordo com as sondagens.

 

Ségolène Royal, a candidata em 2007, dificilmente renovará a vitória, numa disputa em que Manuel Valls aparece para marcar presença para o futuro. 

 

Espera-se que os socialistas não entrem numa espiral de confronto e entreguem o poder, numa bandeja, à direita.

Tags:
comentar

Zara se ahorra impuestos al facturar sus ventas en Internet desde Irlanda

Los beneficios empresariales tributan a un tipo del 12,5% en Dublín

 

É uma das maiores empresas espanholas que, no entanto, tem morada fiscal na Irlanda, para beneficiar da baixa tributação.

 

Se calhar é tempo da política fiscal começar a ser tratada na UE, apesar de não ser fácil conjugar 27 realidades, até pela competitividade que existe e alguns países precisam.

Tags: ,
comentar
 

 

Cohn-Bendit critica, e bem, o argumento de Jean-Marie Le Pen acerca dos crimes de Oslo e Utoya, que condena o Governo norueguês e não o assassino. O histórico líder da extrema-direita francesa responde ao eurodeputado dos Verdes com a elevação que o caracteriza, com a filha e candidata da FN à presidência francesa, Marine Le Pen, a incentivar as teses do pai.
Tags: ,
comentar

China pone precio político a su compromiso de ayudar a Europa

Pekín pide eliminar las restricciones a las exportaciones e inversiones

 

Enquanto o Ocidente definha, a China, que anda a sustentar e aguentar o Ocidente, encara este momento como uma oportunidade de expandir o seu poderio político e comercial.

 

Encarando o amanhã, ao contrário do Ocidente, que apenas olha para o hoje com saudades de ontem, quando tinha um poderio de projecção mundial, os chineses querem contrapartidas, bastante benéficas para os seus interesses, pois ajudam a consolidar o seu poderio mundial.

 

Não posso condenar as ambições do Governo de Pequim, pois está a agir de acordo com os seus legítimos interesses, mas lamento a ausência de liderança no Ocidente, que um dia, depois da crise, e se corresponder agora aos pedidos chineses, bem pode ter novos problemas. Mas a culpa é nossa, não da China.

Tags: ,
Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011
comentar

Nesta quinta-feira realizam-se as eleições legislativas na Dinamarca, onde a esquerda, uma década depois, pode voltar ao poder.

 

De acordo com as últimas sondagens, o somatório dos deputados eleitos pelas formações da esquerda deve bater o conjunto de deputados das formações da direita e extrema-direita.

 

A hegemonia da direita conservadora na Europa pode começar a cair na Dinamarca. 

Tags:
Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011
1 comentário
 
O PSOE vai realizar uma Conferência Política na próxima semana com vista às eleições gerais de 20 de Novembro. Com cinco grandes áreas em foco e debate: Governar as mudanças; Emprego; Economia; Igualdade; e, Qualidade Democrática, esta Convenção dirige-se tanto aos militantes socialistas como a cidadãos interessados em fazer parte do projecto de progresso para Espanha que Rubalcaba lidera.
Mais um bom exemplo da abertura partidária. 
Os partidos precisam de inovar e adaptar-se aos novos reptos e a participação cívica é uma das novas e fundamentais condições de um partido do século XXI.   

 

Tags: ,
2 comentários

Há quem receba do erário público para passar a vida a comentar nos blogs a vida do PS.

 

Ainda há bons empregos…

 

comentar

The government is alone in shouldering the weight of its promises to its foreign partners, while internationally it is isolated because it cannot keep these promises.

 

The climate of “injustice” that is cultivated at all levels of society works against the government measures and provides an excuse for all those who resist change.

 

Citizens see this. They see the anxiety of foreign governments to protect their banks from Greek debt before allowing Greece to sink on its own. They feel hopelessly alone. If the leaders of Greece and of the EU as a whole do not take seriously the needs and fears of citizens, if they do not persuade them as to the right policy, then the future will be even more difficult than it looks today.

 

Merece uma leitura atenta, este artigo de Nikos Konstandaras acerca da situação grega.

Tags:
comentar

Berlin veut qu'Athènes "reste membre de la zone euro"

 

A Alemanha até pode querer a manutenção da Grécia na zona €uro, como hoje fez saber o porta-voz do Ministro da Economia germânica, todavia pouco tem feito por isso. Aliás, a cada dia que passa do Governo de Berlim saem sempre posições contraditórias. Ainda ontem o Ministro das Finanças dizia estar a preparar-se para a quebra grega. 

Se houvesse um pouco de coordenação no Governo de Merkel seria bom, pelo menos pela estabilidade alemã, pois como qualquer outro povo europeu, os alemães também são penalizados pela instabilidade grega.

Tags: , ,
comentar

Atenas solo tiene dinero para pagar las pensiones y sueldos de octubre
El secretario de Estado de Finanzas griego, Filipos Sajinidis, ha revelado hoy que Grecia tiene dinero para pagar los sueldos públicos y las pensiones sólo hasta octubre, lo que hace esencial que se entregue el sexto tramo del préstamo internacional de 110.000 millones de euros aprobado en mayo de 2010.

 

Volta não volta, a questão grega volta a estar debaixo dos holofotes e a comprometer todas as economias europeias. Quando decidirão os responsáveis europeus colocar um ponto final nesta incerteza que prejudica todos os Estados-membros?

 

P.S.- Vale a pena ver este gráfico, da dívida grega à banca europeia. Portugal é um dos países a quem os helénicos mais devem.

Tags: ,
Domingo, 11 de Setembro de 2011
comentar

«[...] Escrevi o livro sobre os princípios orientadores da Educação... por incumbência de Passos Coelho. / Tirando três ou quatro frases plagiadas sem autorização e grosseiramente copiadas, o programa para a Educação é o contrário do que tinha proposto. / Há aqui alguma coisa que não conheço, é saber porque é que Pedro Passos Coelho andou durante quase um ano a falar comigo, concordando com tudo o que lhe ia propondo, e depois aparece um programa que não tem nada a ver com aquilo com que concordámos. / Não fui convidado para ser ministro. / Estou profundamente desiludido com o governo. / Sucedem-se as manifestações de desonestidade política. / Nuno Crato não está à altura do cargo, dá cambalhotas, começou o reinado como um autêntico palhaço...  / Nuno Crato não sabe o que é uma escola, não conhece a realidade do sistema educativo. / Uma coisa é falarmos no Plano Inclinado, outra coisa é actuarmos. / O modelo de avaliação de professores é tecnicamente miserável e, do ponto de vista humano, kafkiano e monstruoso. / É mentira que tenha extinguido direcções-regionais. Anunciou a extinção para daqui a um ano, nomeando nesse dia nove directores-regionais e mantendo a estrutura como estava. / A subserviência do primeiro-ministro aos prestamistas era dispensável. / O primeiro-ministro revela impreparação... [...]»

 

Santana Castilho, ao Correio da Manhã

 

Via Da Literatura

Pesquisar
 
Contactos
camaradecomuns@sapo.pt

Editorial

Visitantes online

Comentários Recentes
Para mim casamento deve ser entre um homem e uma m...
Caro RFCom a modéstia com que foi escrito, podes t...
N sei q espirito deus aspirou pr a Africa. este co...
Mocambique està mais que tudo isto, sinto d...
e há cartas que nunca chegam.
Aguem colocou esta carta excelente na página de PP...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Everdade este pais precisa de um bom governador k ...
Casino EstorilA falta de escrúpulos veio para fic...
Tags

todas as tags

Links

Esquerda

5 dias
A barbearia do senhor Luís (Luís Novaes Tito)
A Busca pela Sabedoria (Micael Sousa)
A Forma e o Conteúdo (José Ferreira Marques)
A Forma Justa (Tiago Tibúrcio)
A Linha-Clube de Reflexão Política
A Nossa Candeia (Ana Paula Fitas)
Absorto (Eduardo Graça)
Activismo de Sofá (João R. Vasconcelos)
Adeus Lenine
Arrastão
Aspirina B
Banco Corrido (Paulo Pedroso)
Bicho Carpinteiro
Câmara Corporativa
Câmara de Comuns
Cantigueiro
Causa Nossa
Cortex Frontal
Defender o Quadrado (Sofia Loureiro dos Santos)
Der Terrorist (José Simões)
Entre as brumas da memória (Joana Lopes)
Esquerda Republicana
Hoje há conquilhas (Tomás Vasques)
Irmão Lúcia (Pedro Vieira)
Jovem Socialista
Jugular
Ladrões de Bicicletas
Les Canards libertaîres
Léxico Familiar (Pedro Adão e Silva)
Loja de Ideias
Luminária
Machina Speculatrix (Porfírio Silva)
Maia Actual
Mãos Visíveis
Mário Ruivo
Metapolítica (Tiago Barbosa Ribeiro)
Minoria Relativa
O Grande Zoo (Rui Namorado)
O Jumento
O Povo é Sereno
Raiz Política
Rui Tavares
Spectrum
Vias de facto
Vou ali e já venho (André Costa)
Vozes de Burros

Direita

31 da Armada
4R – Quarta República
A Arte da Fuga
A Douta Ignorância
A Origem das Espécies (Francisco José Viegas)
Abrupto (José Pacheco Pereira)
Albergue Espanhol
Alunos do Liberalismo
Blasfémias
Causa Monárquica (Rui Monteiro)
Clube das Repúblicas Mortas (Henrique Raposo)
Corta-fitas
Delito de Opinião
Era uma vez na América
Estado Sentido
Geração Rasca
Herdeiro de Aécio
Macroscópio
Menino Rabino (Marco Moreira)
Mercado de Limões (Tiago Tavares)
Minoria Ruidosa (Miguel Vaz)
O Cachimbo de Magritte
O Diplomata (Alexandre Guerra)
O Insurgente
Ordem Natural (Rui Botelho Rodrigues)
Palavrossavrvs Rex (Joaquim Carlos Santos)
Portugal Contemporâneo
Portugal dos Pequeninos
Psicolaranja
República do Caústico (João Maria Condeixa)
Rua da Judiaria
Suction with Valcheck
União de Facto

Outros

A Baixa do Porto (Tiago Azevedo Fernandes)
A Cidade Deprimente
A Cidade Supreendente
A Terceira Noite
Clube dos Pensadores (Joaquim Jorge)
De Rerum Natura
É tudo gente morta
Horas Extraordinárias (Maria do Rosário Pedreira)
Notas ao Café
O Diplomata
Arquivo

Abril 2015

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008