Domingo, 31 de Agosto de 2008
4 comentários

Para Sócrates o PS Madeira não passa de um mero núcleo de emigrantes socialistas, onde parece que jamais estará disposto a pôr os pés. Manda-lhes o dirigente de serviço, de preferencia aquele que mais se prestar a fazer o simétrico das figuras de Alberto João Jardim. Coube a Santos Silva a encomenda. O dirigente foi bem escolhido, tendo em conta o vácuo das afirmações que produziu. Ao menos Alberto João às vezes faz rir.

 

(publicado no Tomar Partido)

3 comentários

Tags:
comentar

Poucos dias depois da delegação de observadores da UE para acompanhar a eleição legislativa angola saudar a forma saudável como está a decorrer a campanha eleitoral, a UNITA apresenta um conjunto de situações atentatórias da sua campanha, desde o primeiro dia de campanha.

Entretanto, numa das principais cidades do país, Lubango, num dia José Eduardo dos Santos, na qualidade de Presidente da República, inaugura um hospital, e no dia seguinte, já como Presidente do MPLA, Eduardo dos Santos, discursa na mesma cidade, capital da província de Huíla, e diz, frontalmente, que é um "jogador" do sistema político, quando, num comício, apelava ao voto no seu partido.  

As inaugurações do Chefe de Estado continuam a decorrer, desta feita uma estrada no norte do país, na província de Malanje.

Tags:
Sábado, 30 de Agosto de 2008
5 comentários

 

O candidato Democrata disse na quinta-feira que vai acabar com a dependência norte-americana do petróleo estrangeiro em 10 anos.

Tags:
2 comentários

Distantes da nossa cidade,
onde a neve se derrete como as palavras
expostas ao tímido sol de Inverno,
as manhãs têm a beleza de quem não conhece o sofrimento.

Com restos de granizo sobre a cara,
amanhecemos deitados sob a árvore do tempo
e assistimos ao lento cair do céu.

A noite foi quente e estranha:
Fomos visitados por duendes que não existem!
Aterraram numa barca azul e ofereceram-nos
bagas, nozes com mel, canela e erva doce.

Não sei se foi hoje, talvez tenha sido ontem.

Vamos oferecer aos Deuses as lágrimas futuras!
E por entre as florestas que aconchegam os rochedos do
mar vermelho, e por ente montanhas de vento e flores
queimadas pelo gelo, vamos contemplar
eternos nasceres-do-sol.

Aqui não existem pedintes de esquina-em-esquina,
nem jornais diários com notícias mais tristes
que nasceres-do-sol.

Aqui existe apenas tudo isto, e tudo isto que é
tão pouco para tantos, é tudo o que
quero… para sempre…

Tags:
3 comentários

O governador do Estado de São Paulo, José Serra (PSDB), assinou nesta quinta-feira um projeto de lei que proíbe completamente o fumo em ambientes de uso coletivo, sejam públicos ou privados. A medida inclui bares, restaurantes, boates, hotéis e áreas comuns de condomínios.

 

Se em Portugal a lei do tabaco suscitou muitas indignações no início deste ano, o que não aconteceria se fosse aplicado o projecto lei do Governador do Estado de São Paulo.

Tags: ,
Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008
comentar
Imagem de Rui Pereira, ministro da Administração Interna na Grande Entrevista

 

O Governo, pela voz do Ministro da Administração Interna, Rui Pereira, pronunciou-se sobre a onda de criminalidade violenta que aparentemente assola o país.

 

De facto, não podemos deixar de registar um aumento da violência que creio estar fortemente associado ao clima de instabilidade social geral que a economia mundial hoje vive.

 

Nesse sentido, houve ao longo dos últimos meses, suficiente matéria e discussão. Recordo a tão debatida mensagem de Mário Soares em que terminava dizendo, sobre a crise e seus efeitos: «cuidado».

 

Nesta entrevista o Ministro esteve bem nas explicações, esteve bem no elevado sentido de Estado que revelou e na boa articulação com o poder judicial e outros órgãos de soberania, designdamente com o Procurador-Geral da República e a Assembleia da República e esteve bem nas propostas.

 

De registar a superioridade da reflexão sobre a lei das armas.

 

Não se pode exigir, como pretende ao PCP, que o poder executivo sozinho resolva problemas que competem a todos os poderes do Estado. Mas exige-se coordenação e rumo nesta matéria.

 

Não podemos deixar os portugueses na incerteza.

comentar

Francia dice ahora que la UE no adoptará sanciones contra Rusia en la cumbre del lunes

 

Paris continua à toa quanto à forma como lidar com Moscovo.

Como é inevitável, a UE nunca iria adoptar sanções, sob pena dos povos europeus serem os principais prejudicados.

Tags:
1 comentário

Ms. Palin ran as a change agent when she was elected as governor of Alaska in 2006, and in a move that might have appealed to Mr. McCain, she took intense criticism from members of her own party for turning the spotlight on the failures of Alaska Republicans, some of whom had been beset by corruption scandals.

(...)

Whether her selection will improve Mr. McCain’s appeal to women who had supported Mrs. Clinton is unclear.

 

Dois anos mais tarde bateu o então governador Frank Murkowski nas primárias republicanas e depois venceu o candidato democrata Tony Knowles nas eleições estaduais. No seu primeiro mandato enquanto governadora, fez aprovar leis destinadas a reforçar a ética política, mas o seu nome tem também sido envolvido em suspeitas de abuso de poder.
Mãe de cinco filhos, um com síndrome de Down e outro prestes a partir em comissão de serviço no Iraque, Palin é fervorosa opositora do aborto e membro efectivo da National Rifle Association, o poderoso "lobby" das armas nos EUA.

 

 

Sarah Palin era um nome que ninguém preveria como número dois de McCain. A Governadora do Estado do Alaska é uma surpresa, totalmente inesperada, e com alguns créditos que reforçam a candidatura de McCain.

Em termos internos, isto é, do Partido Republicano, a posição anti-abortista e os princípios conservadores fortemente vincados de Palin são pontos a favor de uma candidatura vista como demasiado liberal. Em termos extra partidários, Palin surge como uma política de currículo limpo, até porque a sua eleição no Alasca é feita com a crítica aos próprios companheiros de partido envolvidos em casos de corrupção e pela condição de ser uma mulher, um claro piscar de olhos ao eleitorado afecto a Hillary e que pode não votar Obama.

Para seguir a Convenção Republicana e, em especial, a intervenção de Sarah Palin.

Outra das questões por apurar é o entendimento quanto à exploração do petróleo em áreas protegidas, tendo a candidata a Vice-Presidente uma visão não coincidente com a do número um. E aqui parece-me que McCain vai 'ceder' ao ponto de vista de Palin.  

Tags:
comentar

Devo-lhe a introdução às noções elementares de poupança, investimento, risco, actividade bancária. Foram tardes e noites a fio, com vizinhos e amigos, entretido a jogar nas então enormíssimas férias grandes e nas férias mais pequenas. Compravam-se terrenos e construíam-se casas e hotéis em ruas conhecidas de Lisboa, do Porto, de Coimbra. Foi lançada este mês a nova versão do Monopólio, aliás, o único monopólio de que eu gosto. Lisboa ficou de fora. Os jogadores da nova versão não poderão comprar nem construir em Lisboa. Sem dúvida uma severa derrota do Governo de Sócrates e de Manuel Pinho...

 

(publicado no Tomar Partido)

comentar

 

Se eu votasse nas eleições americanas e formasse a minha opinião com base nas notícias e imagens que me chegam via imprensa portuguesa, corria o sério risco de, no dia em que fosse colocar a cruzinha, descobrir que Obama não é candidato único!

 

O mais irónico de tudo isto é que, quanto mais simpatias Obama recolhe pelo velho continente - veja-se o resultado do périplo que fez além EUA - mais descem as intenções de voto a seu favor.

 

No fundo, os nossos jornalistas que querem a todo o custo Obama, sobretudo como uma espécie de meio para afrontar Bush e os seus simpatizantes, estão apenas a servir de âncora na caminhada.

Tags:
2 comentários

Uma das mais importantes iniciativas do Governo Regional dos Açores é a do estímulo à capacidade e actividade empresarial, peça central de qualquer economia de mercado.

 

O Instituto Nacional de Estatística divulgou recentemente alguns números lisonjeiros, para a região, em matéria de criação de empregos e de nível de vida, mas seria uma opção errada adormecer à conta dos louros do passado.

 

 

comentar

Completamente à toa. Assim se pode definir a posição da Presidência francesa da UE quanto ao conflito do Cáucaso.

Há menos de 48 horas Paris dizia que sanções a Moscovo era algo que não estava no horizonte da União. Nem queria tocar no assunto. Hoje já está.

Quando questionado sobre a possibilidade da UE poder sancionar a Rússia, um alto diplomata russo quase que se ria. 

A UE sancionar a Rússia? A concretizar-se talvez seja mais a UE a sancionar-se a si própria.

Este escrito do Pedro Correia desvenda porquê.

Os EUA podem dar-se ao luxo de dizer o que querem, os europeus não... E o Inverno está à porta.

Tags: ,
comentar

Enquanto a CNN continua a transmitir o showmício de Denver, noto que o site do canal televisivo norte-americano apresenta um  mapa que tem estado na berra nos últimos dias da Convenção Democrata e continuará a ter o seu destaque na próxima semana, aquando dos trabalhos dos Republicanos.

Aqui está o mapa que nos permite uma leitura mais concreta do que cada candidato tem em causa, em cada Estado, no dia 4 de Novembro.

Em baixo, para ter uma noção do resultado das duas últimas eleições presidenciais. Em primeiro lugar o resultado de 2004, com o mapa de resultados dos candidatos: Bush a vermelho e Kerry a azul; seguido do de 2000, com Bush a Vermelho e Al Gore a azul.

2004              2000

Tags:
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008
comentar

UE elogia campanha eleitoral pacífica em Angola

 

Apesar da declaração da chefe de missão da UE para observar o processo eleitoral angolano ter sido proferira há poucos dias, de registar este bom sinal, de uma campanha sem incidentes.

A uma semana do acto eleitoral espera-se que este clima continue e se perpetue depois de 5 de Setembro.

Tags: ,
comentar

Não tive oportunidade de acompanhar a intervenção de Bill Clinton. Os fusos horários não são os mais adequados para acompanhar uma emissão que se estende ao longo de vários dias madrugada dentro.

Do que apanhei, como rescaldo, Bill fez uma intervenção como Hillary, testemunhou o apoio, mas nada de grandes empenhos em prol da candidatura Democrata à Casa Branca. Até porque, como já começa a transpirar, dentro de pouco tempo, a partir de dia 5 de Novembro, os Clinton podem preparar-se para realizar uma campanha dentro de quatro anos.

Quanto ao já nomeado Obama, o cheiro a plástico da sua candidatura continua.

Primeiro, foi na Europa, mais propriamente em Berlim, com a pretensão de intervir onde Kennedy falara. Agora fala ao país no dia em que se assinala o 45º aniversário do célebre discurso de Martin Luther King.

Ao que alguns encaram como o quase providencial candidato, qual salvador do mundo, tudo me cheira, em excesso, a plástico.

O que está em causa é a eleição de uma pessoa que deve realizar um bom mandato, não alguém que pareça bem.

Felizmente há um Biden no campo Democrata, que quando fala faz sentir "carne e osso" (como diria uma nova-iorquiana, que descrevia Obama como alguém bem aprumadinho, mas sem carne no osso).

Tags:
comentar

O avançado português Cristiano Ronaldo, do Manchester United, foi eleito pela UEFA o melhor jogador da edição 2007/2008 da Liga dos Campeões, título que ajudou a conquistar. O jogador, de 23 anos, foi também escolhido como o melhor avançado da prova.

Tags:
comentar

O senhor Platini descrimina portugueses face a italianos e tem falta de memória...

Tags:
comentar

Saíram os grupos para a Liga dos Campeões. Aparentemente o meu Sporting teve um pouco mais de sorte no sorteio, mas infelizmente habituei-me a acreditar mais na qualificação do Porto para as fases as eliminar.

 

Aguardemos o futuro "com tranquilidade" e boa sorte para todas as equipas portuguesas nas provas da UEFA.

 

Parabéns também ao Cristiano pela Eleição. Já falta pouco, a nível individual, para este rapaz conquistar todos os prémios disponíveis.

comentar

 

Diz-se na gíria que há que ter "veia política" para se andar neste meio. Há que sentir as vontades, perceber as necessidades e construir as soluções.

 

Parece-me que para um político, além da intuição é necessário trabalhar sobre a realidade, apoiando-se nos dados concretos. E para isso é fundamental fazer o trabalho de casa. Mas quando isso se torna uma obsessão, algo vai mal!

 

Quando a realidade passa a ser um número passível de ser trabalhado, manipulado ou quando apenas se age sob pressão dos números que nos assustam e preocupam, algo vai mesmo muito mal. É sinal que o político não antevê o problema, nem sente o pulsar do país nem os anseios das pessoas.

 

O exemplo mais flagrante de cosmética estatística por parte deste governo, reside na educação e tem sido trabalhado até à exaustão. E isso é perigoso.

 

Mas agora a estatística tomou conta do resto do recado, como se vê no caso da segurança. É ela que passa a ditar as regras, os timmings e a forma de intervenção na sociedade.

 

Talvez por isso o governo só tenha quebrado o silêncio acerca do um problema que "nem existia", depois de ter lido as declarações do coordenador de segurança sobre um aumento de 10%.

 

Agora que tem uma percentagem, um número para trabalhar, já se sente capaz de adoptar medidas e resoluções que tratem estes números. Mas nada mais que isso: tratar números!

 

A realidade permanecerá a mesma, vai uma aposta?

 

Quando alguém lhes falou no risco que era diminuir a admissão de efectivos, não ligaram, agora já se assustam com estes 10%.

 

Só para refrescar memórias:

 

Pelas contas do CDS, e se se mantiver a média de saídas da PSP e GNR dos últimos cinco anos, «em 2009 haverá menos 2.475 polícias do que em 2007», já que as 4.725 saídas apenas serão parcialmente compensadas com os 2.250 efectivos que entraram este ano.

 

Também publicado no Axónios Gastos

 

Tags: , , ,
comentar

Foi há já quase vinte anos que caiu o muro de Berlim e se desfez o império soviético; tempo de euforia, de reconstrução de percursos e de sonhos com o fim da história.

 

As coisas acabaram por não correr tão bem quanto se desejava, desde logo porque a ditadura sobreviveu ao fim do comunismo apesar da morte do seu mito fundador. Depois, porque o fanatismo religioso acabou por se afirmar como o pesadelo do século com mais capacidade de sobrevivência. Em último lugar porque o nacionalismo renasceu também com redobrado vigor onde a democracia não se conseguiu impor como sistema geral de convivência.

 

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008
comentar

Este é o tema dos últimos dias!

No Câmara de Comuns já foi abordado, directamente, pelo Diogo e por mim.

 

Hoje o Presidente da República pronunciou-se sobre o assunto, considerando-o "uma coisa muito séria".

 

Como não gosto de me repetir, aconselho a leitura deste texto, publicado n'O Andarilho, em que me revejo. Talvez por questões genéticas, o apelido do autor não é coincidência ;)

 

 

 

nota: ao mesmo tempo que escrevo este post, ouço (e vou vendo) o noticiário na SIC Noticias. Já vão em, pelo menos, 6 noticias sobre assaltos, dois deles há poucas horas.

Tags:
1 comentário

O PCP responsabilizou hoje o Executivo de José Sócrates pelo "aumento da criminalidade violenta"

 

Ao PCP só falta dizer que o Governo fornece os criminosos.

Ainda a este propósito, de assinalar à posição incorrecta do PS, ao inviabilizar o pedido do CDS para realizar uma Comissão Permanente extraordinária sobre segurança.

Tags:
2 comentários

... para a presidência no Comité Olímpico de Portugal.

 

Rosa Mota deu uma entrevista à SIC onde critica o actual Presidente do COP, dizendo que se Marco Fortes (o tal da caminha) voltou mais cedo a Portugal por castigo, então o Comandante Vicente Moura também deveria ter regressado mais cedo.

 

Tags: ,
comentar

Os verões são fatídicos para os Ministros da Administração Interna: quer por via dos incêndios, quer por via dos roubos, a violência prolifera nesta altura. Só os criminosos parecem não tirar férias!

 

Adenda: não, não sou advogado!

comentar

 Hoje, quando os ponteiros do relógio desenhavam um ângulo recto perfeito que denunciava as nove da manhã, dei por mim a refrear o caminhar apressado e estremecer. O motivo? Um irmão! Um irmão que, do nada, ali encontrei, sentado, pensativo… É que caminhar pela rua e encontrar uma moeda, um amigo, ou mesmo uma paixão perdida, acontece todos os dias a muita gente e já ninguém se importa. Mas encontrar um irmão que se desconhecia existir, garanto-vos, é uma sensação estranha, um tanto agridoce, que impele uma torrente de vertigens a afivelar-nos o corpo.

 

Aproximei-me da berma, onde a estátua negra e consistente rumina versos intensos, quase obsessivos, não se cansando de exibir os olhos severos, simultaneamente assolados pelo desamparo do silêncio a que os lábios de bronze condenaram. Chamam-lhe Fernando Pessoa - será? - e nasceu há cento e vinte anos. Desde treze de Junho de 1888 que está vivo. E por cada vez que passa um ano sobre essa data fazem-se comemorações, recitais, discursos… e toda uma panóplia de pieguices com que, habitualmente, se homenageiam os mortos. Mas o Fernando, esse, está vivo.

 

Esse homem que as palavras - e não o bronze - imortalizaram, é irmão da Humanidade. Toda! Porque ser irmão nada tem que ver com o acaso de ser filho da mesma mãe e do mesmo pai, nada tem que ver com laços de sangue. Irmão é mel e fel, amor e dor, é o uivar da nossa alma numa outra voz. E a voz deste Poeta que diz: “Não sei quem sou, que alma tenho.” é o uivo que, secretamente, todas e cada uma das almas da Humanidade esconde.

 

Ver mais )
Tags:
comentar

El ex presidente Bill Clinton no estará presente mañana en el estadio Invesco Field cuando el senador Barack Obama acepte la designación del partido demócrata como su candidato presidencial, según la cadena de televisión CNN.

 

Quando corre o rumor de que Bill Clinton não estará amanhã no encerramento da Convenção, para ouvir as palavras de Obama, sobe o interesse do seu discurso de hoje à noite.

 

Tags:
comentar

O segundo dia da Convenção tinha como grande destaque a intervenção de Hillary Clinton.

Não tendo sido uma óptima intervenção, daquelas que se pode dizer que arrasaram e marcaram os trabalhos, a candidata derrotada nas primárias apelou, como é lógico, ao voto em Obama, e fez do seu programa de Saúde o principal tópico da intervenção.

Do que ouvi, considerei a intervenção do ex-Governador da Virginia, Mark Warner, e actual candidato ao Senado por este Estado oriental, um dos discursos mais bem conseguidos do dia.

Veremos o que dirá hoje Bill Clinton, já que a intervenção de Biden espera-se que seja um claro ataque à candidatura de McCain.

Numa coisa, todos os Democratas estão em sintonia, fazer colar a candidatura de McCain à desastrosa gestão de Bush. E, não tendo Obama especiais credenciais para debater com o candidato Republicano em termos de política externa, já no campo económico, em que todos os norte-americanos sentem na carteira a crise destes tempos, o Democrata conta com mais argumentos a favor do que McCain, que surge conotado com a gestão de Bush.

Os Democraras lançam o repto nestes dias à Convenção Republicana, do início de Setembro: que propostas económicas McCain tem.

Tags:
comentar

Podemos fazer exercícios de mera retórica política e imputar responsabilidades a este ou a outro qualquer governo pela mais recente "vaga" de criminalidade a que assistimos todos os dias. No entanto, o problema é mais profundo.

 

Se analisarmos com um pouco mais de cuidado os fenómenos relatados pelos media, é possível estabelecer um paralelo entre a condição difícil da nossa economia e esta realidade relativamente desconhecida em Portugal. A verdade é que muitos destes casos advêm da situação precária em que muitas famílias se encontram e mais particularmente, muitos emigrantes que vieram para o nosso país em busca de trabalho e de melhores condições do que tinham nos seus países de origem e se vêm, neste momento, sem emprego.

 

Não é fácil encontrar soluções para esta problemática, mas qualquer proposta que passe única e exclusivamente pelo aumento de efectivos das nossa forças policiais, e de penalizações mais duras para os infractores vão redundar em insucesso. O caminho deve passar por politicas de reinserção social, uma lei de emigração mais ponderada e equilibrada e que defina cotas em função das próprias necessidades do país. E obviamente, e independentemente de todas as soluções encontradas, tem de ser consensual em termos políticos, para que nesta tão importante questão não assistamos ao habitual: política "rasteirinha" e demagogia .

Terça-feira, 26 de Agosto de 2008
comentar

Na grande disputa das eleições autárquicas brasileiras, de Outubro próximo, o Município de São Paulo, dois estilos de campanha dos grandes favoritos: Marta Suplicy, do PT, e Geraldo Alckmin, do PSBD. E, neste particular, da imagem de campanha, em tudo a campanha de Suplicy bate Alckmin, demonstrando uma abrangência e proximidade que em nada o ex-candidato à presidência do Brasil alcança.

Mais uma matéria para análise do PIAR.

Tags:
Pesquisar
 
Contactos
camaradecomuns@sapo.pt

Editorial

Visitantes online

Comentários Recentes
Para mim casamento deve ser entre um homem e uma m...
Caro RFCom a modéstia com que foi escrito, podes t...
N sei q espirito deus aspirou pr a Africa. este co...
Mocambique està mais que tudo isto, sinto d...
e há cartas que nunca chegam.
Aguem colocou esta carta excelente na página de PP...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Τambém gosto de brincar aos pobrezinhos.NUNCA MAIS...
Everdade este pais precisa de um bom governador k ...
Casino EstorilA falta de escrúpulos veio para fic...
Tags

todas as tags

Links

Esquerda

5 dias
A barbearia do senhor Luís (Luís Novaes Tito)
A Busca pela Sabedoria (Micael Sousa)
A Forma e o Conteúdo (José Ferreira Marques)
A Forma Justa (Tiago Tibúrcio)
A Linha-Clube de Reflexão Política
A Nossa Candeia (Ana Paula Fitas)
Absorto (Eduardo Graça)
Activismo de Sofá (João R. Vasconcelos)
Adeus Lenine
Arrastão
Aspirina B
Banco Corrido (Paulo Pedroso)
Bicho Carpinteiro
Câmara Corporativa
Câmara de Comuns
Cantigueiro
Causa Nossa
Cortex Frontal
Defender o Quadrado (Sofia Loureiro dos Santos)
Der Terrorist (José Simões)
Entre as brumas da memória (Joana Lopes)
Esquerda Republicana
Hoje há conquilhas (Tomás Vasques)
Irmão Lúcia (Pedro Vieira)
Jovem Socialista
Jugular
Ladrões de Bicicletas
Les Canards libertaîres
Léxico Familiar (Pedro Adão e Silva)
Loja de Ideias
Luminária
Machina Speculatrix (Porfírio Silva)
Maia Actual
Mãos Visíveis
Mário Ruivo
Metapolítica (Tiago Barbosa Ribeiro)
Minoria Relativa
O Grande Zoo (Rui Namorado)
O Jumento
O Povo é Sereno
Raiz Política
Rui Tavares
Spectrum
Vias de facto
Vou ali e já venho (André Costa)
Vozes de Burros

Direita

31 da Armada
4R – Quarta República
A Arte da Fuga
A Douta Ignorância
A Origem das Espécies (Francisco José Viegas)
Abrupto (José Pacheco Pereira)
Albergue Espanhol
Alunos do Liberalismo
Blasfémias
Causa Monárquica (Rui Monteiro)
Clube das Repúblicas Mortas (Henrique Raposo)
Corta-fitas
Delito de Opinião
Era uma vez na América
Estado Sentido
Geração Rasca
Herdeiro de Aécio
Macroscópio
Menino Rabino (Marco Moreira)
Mercado de Limões (Tiago Tavares)
Minoria Ruidosa (Miguel Vaz)
O Cachimbo de Magritte
O Diplomata (Alexandre Guerra)
O Insurgente
Ordem Natural (Rui Botelho Rodrigues)
Palavrossavrvs Rex (Joaquim Carlos Santos)
Portugal Contemporâneo
Portugal dos Pequeninos
Psicolaranja
República do Caústico (João Maria Condeixa)
Rua da Judiaria
Suction with Valcheck
União de Facto

Outros

A Baixa do Porto (Tiago Azevedo Fernandes)
A Cidade Deprimente
A Cidade Supreendente
A Terceira Noite
Clube dos Pensadores (Joaquim Jorge)
De Rerum Natura
É tudo gente morta
Horas Extraordinárias (Maria do Rosário Pedreira)
Notas ao Café
O Diplomata
Arquivo

Abril 2015

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008